Nesta quarta-feira (26) foi realizada em Curitiba a Oficina Macro Leste de Saúde do Idoso, que envolveu os 36 municípios da 1ª Regional de Saúde (Paranaguá) e 2ª (Curitiba). O principal objetivo do encontro é sensibilizar gestores e profissionais da Atenção Primária em Saúde sobre a importância e necessidade de se ter um olhar diferenciado em relação à promoção, prevenção, atenção e assistência à saúde da população idosa.

“A população idosa apresenta demandas específicas, o que mostra a necessidade de uma abordagem diferenciada no atendimento em saúde” afirma o coordenador da divisão de saúde do idoso, Rubens Bendlin.

No encontro foi apresentado aos participantes o panorama do envelhecimento populacional no Paraná e a proposta de trabalho em redes. Segundo dados do Censo 2010, 11,2% da população do Paraná tem mais de 60 anos. “Daqui duas décadas mais de 15% da população será idosa. E é preciso envelhecer com qualidade, com hábitos de vida saudáveis. Por isso, uma das redes prioritárias de atenção à saúde é a da pessoa idosa” destaca Bendlin.

A rede de saúde do idoso é uma das cinco prioritárias do plano de governo Beto Richa e contará com programas voltados para a promoção e prevenção de doenças que atingem a população da terceira idade.

Participaram do evento profissionais da saúde dos municípios das regionais, hospitais da região e representantes dos Conselhos Municipais dos Direitos da Pessoa Idosa e Fórum do Idoso.

Fonte: Sesa